Viagem para Cuba: como se planejar?
Cuba Havana Varadero

Viagem para Cuba: como se planejar?

Por Camilla Ribeiro    Postado em 24.02.2020

No último carnaval, consegui finalmente conhecer Cuba, um sonho antigo de viajante. Meu roteiro passou por Havana (confira aqui todas as minhas dicas da cidade) e Varadero. Foi uma viagem incrível!

Nesse post você vai encontrar tudo que precisa saber para organizar sua viagem. Vamos lá?

Pelas ruas de Havana (Foto: Viagem no Detalhe)

// ENTRANDO NO CLIMA

Pra mim, a viagem começa muito antes do embarque, quando começo a planejar o roteiro e sonhar com os lugares que irei conhecer. Por isso, gosto muito de, nessa etapa, já ir lendo livros e assistindo filmes que me tragam um gostinho do país que vou visitar.

Para essa viagem para Cuba, essas foram algumas das leituras que fiz para entrar no clima:

Livros:

  • De Cuba com carinho de Yoani Sánchez – a autora escreve um dos blogs mais visitados do mundo, Generación Y, onde narra a vida cotidiana de quem vive na ilha, sofre com a decadência da economia cubana, mas ama seu país. O livro traz uma compilação de alguns dos ensaios do blog, que não deseja que conquistas obtidas nas últimas décadas sejam jogadas fora, mas acha que o regime envelheceu junto com seus dirigentes. E conta tudo isso em textos cheios de vida, humor e certo amargor, mas muita esperança. Excelente livro!
  • O rei de Havana de Pedro Juan Gutiérrez – o autor cubano retrata muito bem Cuba, nos 1990, nesse romance, que conta a história do jovem Reinaldo e explora os limites da dignidade humana. Depois de fugir do reformatório, ele vaga pelas ruas em busca de abrigo e comida, procurando viver minuto a minuto. Enquanto caminha sem rumo, pedindo esmolas e lutando para sobreviver, ele convive com os mais diversos tipos do submundo cubano. Desse autor, também recebi ótimas recomendações da Trilogia suja de Havana, mas não consegui comprar a tempo de ler para essa viagem. Está na minha lista de leituras, de toda forma!
  • A Foice, o Martelo e os Fuzis – Comunismo na América Latina de Euclides Penedo Borges – lançado no começo desse ano, essa leitura é muito interessante para ter uma noção sobre a história do Comunismo – o que, sem dúvida, ajuda a contextualizar melhor uma viagem para Cuba, independentemente de posições políticas. O livro parte da revolução russa para analisar as principais tentativas de tomada do poder através de movimentos comunistas na América Latina. São narrados episódios que marcaram diversos países – inclusive Cuba, é claro! – de uma maneira super fluida. Vale a pena, especialmente, se você se interessa por história.
  • Ter e não ter de Ernest Hemingway – Hemingway tem uma forte ligação com Cuba. O autor americano viveu no país durante mais de 20 anos e lá escreveu diversos de seus principais romances, como Por quem os sinos dobram, O velho e o mar e Paris é uma festa (todos, aliás, super recomendados!). Recomendo Ter e não ter por boa parte do livro ser ambientado em Cuba e ser um dos poucos livros do autor que demonstram uma preocupação política. Uma leitura muito interessante, especialmente às vésperas de uma viagem para lá!
Estátua de Hemingway no bar El Floridita (Foto: Viagem no Detalhe)

// DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Além de passaporte válido por 6 meses, é obrigatório ter certificado de vacina contra febre amarela. Brasileiros também precisam de visto para entrar em Cuba, a chamada “tarjeta turistica”.

Além disso, é obrigatório ter seguro viagem para viajar para Cuba. Eu fechei o meu no site do Seguros Promo, que sempre recomendo e onde encontro as melhores opções e custo x benefício.

// VISTO CUBANO

Atualmente, há três formas de obter o visto de turismo para Cuba: por meio de agências de viagem credenciadas pelo governo cubano (não cheguei a pesquisar a fundo essa opção), diretamente com Copa Airlines (caso seu vôo para Cuba seja via essa companhia aérea) ou através do Consulado Cubano (opção que eu utilizei e achei super tranquila).

No Brasil, há 3 unidades do Consulado de Cuba: em São Paulo, Salvador e Manaus e também existe uma embaixada de Cuba em Brasília, onde é possível solicitar o visto.

Para solicitar o visto no consulado de São Paulo, é preciso levar os seguintes documentos: (i) Cópia simples de todas as páginas usadas do passaporte; (ii) formulário enviado pelo Consulado preenchido e assinado; (iii) confirmação de hospedagem; (iv) cópia da passagem/e-ticket ida e volta, com todos os trechos confirmados pelas respectivas companhias aéreas; (v) comprovante impresso do pagamento do visto.

Recomendo que você sempre confirme os documentos necessários antes de viajar, diretamente com o Consulado, para evitar problemas caso haja qualquer alteração de regra. O e-mail do Consulado de Cuba de São Paulo é consuladocuba@uol.com.br e eles são super solícitos.

O valor do visto é de R$ 68,00 (valor de jan/2020) e, se você for solicitar para um terceiro, é preciso acrescer R$ 113,00 ao valor (ou seja, fica R$ 181,00). O pagamento é feito por depósito bancário e, uma vez que você leve os documentos no Consulado, o visto é emitido na hora.

Eu aproveitei uma ida a São Paulo, antes da minha viagem, para solicitar o meu e o do Leandro. Mas, se você não tiver essa opção, é possível solicitar o visto por correspondência. Nesse caso, só esteja atento à antecedência necessária e ao fato de que você deverá providenciar a retirada do documento, quando pronto, uma vez que o Consulado de São Paulo não envia o documento.

O atendimento ao público do Consulado de São Paulo ocorre às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, das 9:30h às 12:30h (recomendo chegar cedo, pois eles só atendem um número x de pessoas). Ah, é não é permitida a entrada de pessoas trajando shorts, bermudas, camisetas regatas e chinelos ou com pacotes e grandes volumes, maletas, malas, etc.

Placa na porta do Consulado de Cuba de São Paulo (Foto: Viagem no Detalhe)

O visto de turismo é válido por 30 dias a partir da data de ingresso em Cuba (ou seja, deve ser refeito a cada nova entrada).

***

Espero que esse post tenha sido útil e, se você tiver mais alguma dica de planejamento pré-viagem, deixa aqui nos comentários! Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo Instagram >>@viagemnodetalhe

Obrigada pela visita!

Beijos, Camilla

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
 
1 Comentário
  1. […] roteiro passou por Havana e Varadero (confira nesse post as dicas de planejamento), essa última, parte de praia, um complemento conveniente – na […]

Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe