Salvador, além do Carnaval – roteiro completo e muitas dicas
Bahia Brasil Salvador

Salvador, além do Carnaval – roteiro completo e muitas dicas

Por Camilla Ribeiro    Postado em 22.12.2019

João Gilberto canta, em uma das minhas músicas favoritas: “sou um amigo que volta feliz pra teus braços abertos, Bahia/ sou poeta e não quero ficar assim longe da tua magia!”. E eu não poderia me identificar mais! Amo a Bahia em um grau tamanho que preciso, de tempos em tempos, voltar à magia do estado.

Foi o que fiz recentemente, quando tirei um fim de semana em Outubro para visitar Salvador. Tenho um carinho todo especial pela cidade, que remonta a um tempo muito gostoso da minha vida, quando o Leandro morava lá e eu ia quase todos os fins de semana visitá-lo. Já estive em Salvador mais de 20 vezes e meu encantamento com a cidade só aumenta.

Muito axé, na entrada da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim (Foto: Viagem no Detalhe)

Nada mais justo, então, do que compartilhar minhas dicas da capital baiana nesse post! Aqui, irei dividir, não só a programação que fiz nessa última viagem, mas todas as dicas que fui angariando nas minhas idas para lá (não reparem as fotos antigas rs). Vamos juntos?

Piscina do Zank by Toque (Foto: Viagem no Detalhe)
Vista panorâmica da Barraca do Lôro Stella Maris (Foto: Viagem no Detalhe)

// Quanto tempo ficar?

Não tem mínimo nem máximo. Em 3 dias, dá para conhecer bastante coisa, mas quanto mais tempo, melhor. Vale lembrar que os arredores de Salvador também guardam várias joias, como Praia do Forte, Imbassaí, Arembepe etc.

// Quando ir?

Salvador oferece atrações para o ano todo, então eu não excluiria nenhum mês dentre as datas para visitar a cidade. A época do ano em que mais chove é de abril a julho, mas eu já estive várias vezes, por lá, nesse período, e não peguei chuva…

// Onde ficar?

Dessa última vez que fui a Salvador, fiquei no hotel boutique Zank by Toque, membro da Associação Roteiros de Charme, localizado no Rio Vermelho.

Nosso quarto no hotel Zank (Foto: Viagem no Detalhe)

O hotel ocupa um casarão histórico e possui uma decoração que mescla o retrô com o moderno. Um dos pontos altos, é a piscina que, apesar de pequena, conta com uma bela vista da praia.

Piscina do hotel Zank by Toque (Foto: Viagem no Detalhe)

O café da manhã é bem gostoso e apresenta um buffet com itens frescos e regionais, além de algumas opções à la carte, como ovos, tapiocas e queijo coalho.

Buffet de café da manhã do Zank by Toque (Foto: Viagem no Detalhe)
Opções à la carte deliciosas no café da manhã do Zank (Foto: Viagem no Detalhe)

Gostei de ter me hospedado no Zank by Toque Hotel, mas confesso que achei o hotel um pouco descuidado, precisando de uma pequena reforma em algumas partes. Nada, contudo, que me impeça de recomendá-lo, feita essa ressalva.

Reserve aqui (sem custo adicional) sua estadia no Zank by Toque hotel.

O hotel mais top da cidade, atualmente, é o novíssimo Fasano, que abriu recentemente e que dispensa apresentações. Da próxima vez que for a Salvador, quero me hospedar lá!

Fachada do Hotel Fasano Salvador (Foto: Divulgação)
Piscina maravilhosa do Fasano (Foto: Divulgação)

Reserve aqui (sem custo adicional) sua estadia no Fasano Salvador.

Pra quem busca um hotel com história, uma dica é o Pestana Convento do Carmo, que fica um pouco além do Pelourinho. Trata-se do antigo Convento do Carmo, de 1560 (!), que foi adaptado para se tornar o hotel.

Nunca me hospedei lá, mas já visitei o bar do hotel (aliás, fica a dica – é um verdadeiro oásis, para quem passa o dia explorando o Pelourinho) e fiquei encantada com a propriedade! O hotel conta ainda com dois claustros originais e uma capela interna – com certeza, uma experiência única de hospedagem.

A piscina do Pestana Convento do Carmo (Foto: Divulgação)
Quarto do Pestana Convento do Carmo (Foto: Divulgação)

Reserve aqui (sem custo adicional) sua estadia no Pestana Convento do Carmo.

Outras boas opções de hospedagem em Salvador: Mercure Salvador Rio Vermelho, Fera Palae Hotel, Fiesta Bahia Hotel e Vila Gale Salvador.

// O que fazer?

➦  Elevador Lacerda – é um dos cartões postais de Salvador. Construído em 1873, esse foi o primeiro elevador urbano do mundo (!) e conecta a Cidade Alta ao comércio (cidade baixa). O ticket para subir nele custa apenas R$ 0,15 e é a maneira mais prática de chegar do Mercado Modelo ao Pelourinho.

Um dos cartões postais de Salvador (Foto: Viagem no Detalhe)

➦  Pelourinho – mais do que o centro histórico, o Pelourinho é o coração de Salvador. É um dos meus lugares favoritos da cidade, seja para participar dos muitos eventos que lá acontecem (passsei um São João memorável lá!) ou apenas para bater perna, admirando as construções históricas e as galerias de arte (o Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana é uma das que mais gosto).

O Pelô, como é carinhosamente conhecido, tem muitas lojinhas, casas coloridas, igrejas e museus. Se perder por suas ruas é um passeio imperdível para quem visita Salvador pela primeira (ou pela milésima) vez.

Bater perna pelo Pelourinho é um dos meus passeios favoritos (Foto Viagem no Detalhe)

➦ Fundação Casa de Jorge Amado – Situado em um dos principais casarões do Pelourinho, essa fundação abriga um pequeno museu em homenagem à vida e obra de Jorge Amado e Zélia Gattai. É um passeio super bacana, tanto para os fãs dos escritores, como eu, como para qualquer um que queira conhecer mais sobre seu trabalho e história (dica: vale a pena!)

A fachada da Fundação Casa de Jorge Amado (Foto: Viagem no Detalhe)
Parede da Fundação Casa de Jorge Amado (Foto: Viagem no Detalhe)

A Fundação funciona de Segunda a Sexta, das 10h às 18h, e aos Sábado, das 10h às 16h. A entrada custa R$ 5,00 (valor de dez/2019).

Igreja e Convento de São Francisco – Também localizada no Pelourinho, é uma das principais e mais visitadas igrejas da cidade. Quem vê sua simples fachada não imagina a riqueza impressionante de seu interior todo recoberto com ouro!! É um grande exemplar do estilo barroco da Bahia. 

O impressionante interior da Igreja e Convento de São Francisco (Foto: Wikepedia)

Quem pensa que só o interior da igreja impressiona se engana. Na capela e no claustro, há quase 55 mil azulejos pintados, que recontam a vida de São Francisco – imperdível!

➦ Mercado Modelo – localizado na cidade baixa, bem em frente ao Elevador Lacerda, o Mercado Modelo é um ótimo local para comprar lembrancinhas e produtos típicos da Bahia! Vale investir nas rendas e nas iguarias locais.

No fundo do mercado, no segundo andar, há também alguns restaurantes.

Mercado Modelo visto da cidade alta (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Igreja do Nosso Senhor do Bonfim – um dos meus lugares favoritos de Salvador, tem uma energia sem igual! A Igreja do Nosso Senhor do Bonfim não só é o maior centro de fé católica da cidade como também grande representante do sincretismo religioso da Bahia.

Do lado de fora da igreja, os peregrinos amarram suas fitinhas coloridas, deixando seus desejos para o Senhor do Bonfim.

Interior da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Dique do Tororó – E por falar em sincretismo religioso, esse foi um dos lugares que mais me marcou, da primeira vez que estive em Salvador. É o único manancial natural da cidade e, no espelho d’água da lagoa, flutuam belíssimas esculturas dos Orixás do Candomblé, feitas pelo artista plástico Tati Moreno.

De dia, o parque é muito procurado por locais, que aproveitam o local arborizado para praticar exercícios. À noite, a iluminação confere um ar ainda mais mágico para o Dique do Tororó.

Os orixás do Dique do Tororó (Foto: Reprodução/Fickr Samory Pereira Santos)

Praias – Salvador é muito mais do que um destino de praia, a cidade tem tanta história, pontos turísticos interessantes e beleza natural, que suas atrações vão muito além. Mas, para quem está interessado em praia, confirmo: há sim belas opções na cidade!

Minhas favoritas são Praia do Flamengo e Stella Maris, um pouco mais afastadas do burburinho do centro soteropolitano, mas deliciosas e com excelente infra-estrutura!

Praia de Stella Maris (Foto: Viagem no Detalhe)

Forte de Monte Serrat – fica na Ponta de Humaitá e é considerado uma das principais obras militares do Brasil Colônia. O Forte pertence ao Ministério da Marinha desde 1925, e atualmente é sede do Museu das Armas.

Vista aérea do Forte de Monte Serrat em Salvador (Foto: Manu Dias)

Endereço:  Rua Santa Rita Durão| Ponta de Humaitá, Salvador

Farol da Barra – O Farol de Santo Antônio, mais conhecido como “Farol da Barra”, oferece uma vista panorâmica incrível da cidade de Salvador. É um dos cartões postais da cidade e está localizado em uma das praias mais populares de Salvador.

Farol da Barra (Foto: Brazil Destinations)

O Farol da Barra é um ótimo ponto para assistir ao pôr do sol. Lá dentro, há também um museu náutico.

Endereço: Largo do Farol da Barra, S/N – Barra, Salvador

Solar do Unhão (MAM) – desde o dia que estive lá pela primeira vez, esse se tornou um dos meus lugares preferidos de Salvador. Trata-se de um conjunto arquitetônico do século XVII, composto por Solar, Capela de Nossa Senhora da Conceição, cais privativo, aqueduto, chafariz, senzala e um alambique com tanques e, atualmente, sedia o Museu de Arte Moderna da Bahia.

Além das mostras e eventos de arte que acontecem no Solar do Unhão, o museu possui um café bistrô muito charmoso, que vale a visita!

Café bistrô do MAM Salvador (Foto: Viagem no Detalhe)

Endereço: Av. Contôrno, s/n – Dois de Julho, Salvador

➦ Bahia Marina – É a Marina de Salvador e, além de ter um belíssimo visual, abriga diversos restaurantes. Na dúvida de onde comer, lá sempre será uma excelente pedida! Mais a frente, na parte sobre “Onde Comer” desse post, indico alguns restaurantes lá localizados.

Almoço no M’Ar Gastronomia, na Bahia Marina (Foto: Viagem no Detalhe)

Rio Vermelho – É um dos bairros mais badalados de Salvador, por seus diversos bares e restaurantes. Um ótimo lugar para ir à noite e curtir o agito da capital baiana. É lá também que ficam os Acarajés da Dinha e da Regina, alguns dos mais famosos da cidade.

Tarde em Itapuã – Itapuã, eternizada pelos versos de Vinícius de Moraes, é uma antiga vila de pescadores da década de 60. Até hoje, o estilo boêmio persiste por lá e esse bairro de Salvador é cheio de bares, tapiocarias e restaurantes à beira-mar. Na Praia, também há uma famosa escultura da Sereia de Itapuã.

Que tal passar uma tarde em Itapuã? (Foto: Divulgação Mar Brasil)

Vinícius que me perdoe, mas eu, particularmente, não acho a praia de Itapuã nada demais. Mas um passeio por lá, se tiver tempo, é interessante para conhecer a região, comer uma tapioca à beira mar ou provar o famoso acarajé da Cira, que é um ícone da cidade.

Também é possível visitar a Casa de Vinícius de Moraes, que faz parte do hotel Mar Brasil (aliás, uma boa opção de hospedagem por aquelas bandas). Ainda não fiz esse passeio, mas quero muito!

Casa de Vinicius de Moraes, no Mar Brasil Hotel, em Itapuã (Foto: divulgação)

Palacete das Artes (Museu Rodin)Primeira filial do Museu Rodin fora da França! O museu foi instalado nas dependências do Palacete Comendador Bernardo Martins Catharino e reúne, no primeiro e segundo andar, obras do famoso escultor francês.

Tive a oportunidade de visitar o museu assim que abriu e fiquei encantada! Um passeio pouco difundido nos blogs de viagem, mas que vale super a pena.

Museu Rodin de Salvador, primeira unidade fora da França (Foto: Arch Daily)

Endereço: R. da Graça, 284 – Graça, Salvador 

Palácio Rio Branco – Trata-se da antiga sede do governo e possui uma belíssima arquitetura e vista da Baía de todos os Santos. Fica ao lado do Elevador Lacerda.

Belíssima arquitetura do Palácio Rio Branco (Foto: Rita Barreto/Bahiatursa)

Endereço: Praça Tomé de Souza, S/N – Centro (funcionamento: de terça a quinta, das 8h30 às 17h30)

Ilha dos Frades – A uma curta distância de barco de Salvador fica essa bela ilha, que é possível conhecer em um fácil bate e volta. A Ilha dos Frades possui 8 km de extensão e é cercada pela Mata Atlântica, o que lhe garante visuais exuberantes e arquitetura histórica.

Nossa visita, em 2013, à Ilha dos Frades (Foto: Viagem no Detalhe)

Quando fui, fiz um passeio de escuna, que passou por lá e por Itaparica também (essa, aliás, não recomendo). Mas, é possível chegar à Ilha dos Frades através de um passeio organizado com agência ou por conta própria (esse post aqui ensina com detalhes como chegar até lá).

Esculturas na entrada da Ilha dos Frades (Foto: Viagem no Detalhe)

A Ilha dos Frades tem um restaurante bem famoso, chamado Restaurante da Preta. Ainda não tive oportunidade de conhecer, mas recebi as melhores indicações de lá – fica a dica, então.

// ONDE COMER?

Yemanjá Um clássico que eu faço questão de ir, toda vez que vou a Salvador – não importa se à passeio ou à trabalho! Sou apaixonada pelo bobó de camarão de lá – acho que foi o prato que mais comi em um restaurante na vida! rs

Com o clássico bobó de camarão do Yemanjá (Foto: Viagem no Detalhe)
Um pouco do ambiente do restaurante Yemanjá (Foto: Viagem no Detalhe)

Endereço: Av. Octávio Mangabeira, 4661 – Armação, Salvador 

Lafayette – Localizado no Bahia Marina, esse é um dos meus restaurantes favoritos de Salvador. O Lafayette serve culinária mediterrânea e conta com uma vista linda da Baía de todos os Santos!

Entrada do restaurante Lafayette (Foto: Viagem no Detalhe)

Vale a pena agendar um jantar mais cedo, para assistir ao pôr do sol de lá. O cenário é cinematográfico!

Jantar no Lafayette (Foto: Viagem no Detalhe)

Endereço: Av. Lafayete Coutinho, 1010, Salvador

M’ar Gastronomia – aberto esse ano, essa super novidade veio para oxigenar a cena gastronômica de Salvador! Com cozinha conceito e uma vista de tirar o fôlego, o restaurante é uma excelente pedida – não deixe de provar a casquinha de siri desconstruída (com azeite de dendê, farofa de maracujá e molho lambão – R$ 36 – valor de out/2019), uma delicia!

Casquinha de siri desconstruída no delicioso M’ar (Foto: Viagem no Detalhe)

Endereço: Av. Lafayete Coutinho, 1010 – loja 1, Salvador 

Amado – Super tradicional em Salvador, é considerado um dos melhores restaurantes da cidade há anos. Oferece culinária baiana contemporânea e com uma pegada sofisticada. Fica na ponta do Bahia Marina.

Comemorando um aniversário de namoro em 2013, no Amado (Foto: Viagem no Detalhe)

Endereço: Av. Lafayete Coutinho, 660 – Comercio

Barraca de Lôro – O slogan deles é “as melhores barracas de praia de Salvador” e eu super concordo! Há várias unidades espalhadas pela cidade, eu já tive a oportunidade de conhecer as das praias do Flamengo e de Stella Maris e amo!

Barraca do Lôro de Stella Maris (Foto: Viagem no Detalhe)

A Barraca do Lôro oferece atendimento na praia e também uma ótima estrutura de quiosque. A comida e os drinks são excelentes – não deixe de provar os deliciosos mini acarajé e bolinho de peixe!

Estrutura da Barraca do Lôro Stella Maris (Foto: Viagem no Detalhe)
Mini acarajé da Barraca do Lôro (Foto: Viagem no Detalhe)

Sorveteria da Ribeira – um clássico de Salvador, desde 1931! O sorvete deles é feito artesanalmente e conta com mais de 60 sabores de frutas tropicais, exóticas e ao leite.

A histórica Sorveteria da Ribeira, um clássico de Salvador (Foto: Fábio Marconi)

Hoje em dia, há várias unidades da sorveteria (até mesmo em shoppings), mas vale visitar a original, no bucólico bairro da Ribeira.

Rocca Forneria – minha pizzaria preferida de Salvador! A pizza é uma delicia e o ambiente, super aconchegante.

Endereço: Rua das Hortênsias, 564 – Pituba, Salvador

***

Escrevendo esse post, já me bateu uma saudade imensa de Salvador! Só posso terminá-lo, citando meu saudoso João Gilberto, mais uma vez: “Salve! A Santa Bahia imortal, Bahia dos sonhos mil!/ Eu fico contente da vida em saber que Bahia é Brasil!”.

Obrigada pela visita!

Beijos,

Camilla

Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo Instagram >>@viagemnodetalhe

Se você gosta das dicas do blog, ajude na sua manutenção, reservando seus hotéis e pousadas pelos links daqui. Isso não aumenta em nada o valor da sua reserva e gera um pequeno percentual revertido para o blog 😉

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
 
1 Comentário
  1. […] tão rica em história, atrações turísticas, gastronomia de altíssima qualidade e belas praias. Clique aqui para conferir meu post completo sobre a cidade, com todas as minhas dicas de […]

Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe