O que fazer na Capadócia, a região mais mágica da Turquia
capadócia Europa Turquia

O que fazer na Capadócia, a região mais mágica da Turquia

Por Camilla Ribeiro    Postado em 17.09.2018

A Capadócia foi minha porta de entrada na Turquia e, sem dúvidas, um começo de tirar o fôlego! Capadócia quer dizer terra de belos cavalos, mas poderia muito bem significar “terra da magia”, porque os cenários da região tem uma beleza hipnotizante e mística.

balao_nascer_do_sol_museum_hotel_2

Amanhecer único na Capadócia (Foto: Viagem no Detalhe)

A começar pelo relevo completamente único da região – cheio de recortes e formações geológicas incríveis -, tudo lá te faz crer estar em um lugar remoto e distante, que mais parece outro planeta!

musem_hotel_vistas

Relevo único da região (Foto: Viagem no Detalhe)

Não fosse só isso, todos os dias, no amanhecer, centenas de balões povoam o céu, trazendo um colorido e uma beleza mágica, que simplesmente não podem ser descritos em palavras! Eu poderia dizer mil coisas aqui, mas é preciso vivenciar a magia do lugar, se encantar com cada amanhecer cinematográfico e, mesmo assim, voltar sem acreditar que viveu tudo aquilo…

balao_paisagens

Simplesmente mágico! (Foto: Viagem no Detalhe)

// Como Chegar?

Não há voos diretos do Brasil para Capadócia, sendo obrigatória a conexão em Istambul. Diversas companhias aéreas operam o trecho Brasil – Istambul, é possível encontrar voos diretos de São Paulo para Istambul.

Como vim da Grécia, fiz o trecho Atenas – Capadócia, com conexão em Istambul, pela Turkish.

// Quando ir?

A Capadócia pode ser visitada o ano todo e não costuma apresentar altas temperaturas em nenhuma estação (a média, no verão, para se ter uma ideia é de 18° graus). Na região, geralmente, os verões são mais secos e os invernos, mais úmidos.

baloes_flor_visual

A Capadócia na primavera (Foto: Viagem no Detalhe)

Eu fui em Junho, para conciliar com a época de praia na Grécia (fiz Grécia e Turquia juntas nessa viagem, veja aqui meu roteiro), e peguei dias bem bonitos e frescos na Capadócia.

// Quanto Tempo Ficar?

Não tem tempo mínimo, mas 3 dias me parece ser uma boa quantidade de tempo para conhecer e curtir a região. Especialmente porque, é bom ter pelo menos 2 manhãs livres na Capadócia, para poder tentar fazer o passeio de balão, caso o tempo não esteja favorável para o passeio no seu primeiro dia.

Baloes_nascer_do_sol

3 dias é o mínimo recomendado para não correr o risco de perder o passeio de balão (Foto: Viagem no Detalhe)

No meu caso, não segui meu próprio conselho e fiquei apenas 2 dias na Capadócia…rs Dei sorte e, no dia do meu passeio de balão, as condições climáticas cooperaram e tudo correu bem! Mas o indicado é sempre ter mais um dia, como margem de segurança.

// Como fazer os passeios?

Acho super importante contratar guia na Capadócia. O lugar é cheio de história (bacana e que vale conhecer!), sem um bom guia, vai passar tudo muito batido. Além disso, as atrações são meio distantes uma das outras e os guias geralmente vem num combo junto com van/transporte.

vale_dos_passaros_arvore_olhos

Muito olho turco para proteger! (Foto: Viagem no Detalhe)

Eu fechei meus passeios com a Gonca, guia fluente em português. Apesar de ficar baseada em Istambul, ela me ajudou a organizar todos os passeios com guia local, na Capadócia,  meu transfer de chegada e saída e passeio de balão.

balao_nascer_do_sol

Passeio de balão, a estrela da viagem (Foto: Viagem no Detalhe)

Caso tenha interesse em contratar seus serviços também, o contato dela é +90 532 416 49 81 (whatsapp) e o instagram é @guiaturca.

// Onde se Hospedar?

A Capadócia tem duas regiões principais: Ushisar e Goreme. Goreme é a parte mais turística da cidade e onde está reunida a maior parte de hotéis e restaurantes. Já Ushisar fica a aproximadamente 5 minutos de táxi de Goreme, mas passa a sensação de ser uma região mais remota e sossegada.

ushicar_visual

A paisagem de Ushisar (Foto: Viagem no Detalhe)

Foi lá que eu escolhi ficar, não só pela beleza surreal, mas também pela região abrigar um dos hotéis que mais sonhava conhecer no mundo: o Museum Hotel!

museum_hotel_entrada

A entrada do Museum Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

museum_hotel_espacos

Um dos muitos cantinhos cinematográficos do Museum Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

O Museum Hotel é o único hotel da Turquia que ostenta o selo Relais & Châteaux. O hotel foi construído sobre ruínas restauradas – preservando a arquitetura típica da Capadócia – e, como o nome já diz, é um verdadeiro museu, todo decorado com uma coleção de antiguidades incrível do dono.

museum_hotel_capadocia_museu

Um pouco do acervo do Museum Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

Um dos pontos altos é a deliciosa piscina aquecida, inspirada nos banhos romanos e com vista de todo o vale de Uchisar. Assistir ao nascer o sol e a subida dos balões de lá é simplesmente incrível!

museum_hotel_piscina

Piscina em estilo banho romano (Foto: Viagem no Detalhe)

museum_hotel_quarto

Nosso quarto, no Museum Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

museum_hotel_banheiro

E a vista do banheiro, que tal? (Foto: Viagem no Detalhe)

Outro ponto de destaque é café da manhã fabuloso do hotel, que conta com centenas de delícias locais, tudo fresquinho e preparado na hora. Um dos meus itens favoritos do menu foram os pães turcos, feitos no forno à lenha e recheados com o sabor escolhido por você – uma delícia! Só de lembrar, já fico babando!

museum_hotel_cafe_da_manha

O café da manhã fabuloso do hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

Reserve aqui sua estadia no Museum Hotel ou pesquise aqui outras opções de hotel na Capadócia.

// O que fazer?

➦ Passeio de balão – O passeio de balão é a grande estrela de uma viagem à Capadócia e, apesar de haver muito mais a se fazer lá do que isso, é inegável que o passeio é o carro chefe do turismo local.

balao_aquecendo

Balões sendo enchidos para levantar voo (Foto: Viagem no Detalhe)

balao_levantando_voo

Balões levantando voo, nas primeiras horas da manhã (Foto: Viagem no Detalhe)

Eu sempre sonhei em voar de balão, mas queria que fosse uma experiência especial, num lugar especial e não poderia ter lugar mais mágico para realizar esse sonho do que na Capadócia. Confesso que achei que fosse dar um friozinho na barriga, afinal o balão sobe beeem alto (o meu subiu 7.000 pés).

No dia, às 3:40h da manhã, já aguardava meu guia, com o coração acelerado para viver essa experiência! Quanto mais via os balões sendo aquecidos e sabia que o momento se aproximava, mais ficava ansiosa!

IMG_9114

Embasbacada com a vista de dentro do balão (Foto: Viagem no Detalhe)

Mas, quando meu balão começou a subir e me dei conta de que estava lá em cima, fui invadida por um imenso sentimento de paz. Tudo é tão calmo lá em cima, tão silencioso e belo, com as luzes do amanhecer, que não tive como não me sentir transbordada por uma tranquilidade imensa!

Além disso, o balão é tão firme e sobe tão devagarzinho que você não sente, juro! Quando vê, já está lá em cima, admirando o cenário lindo e as centenas de outros balões no céu – lindo demais! Com certeza, uma das experiências mais incríveis de viagem que já tive na vida!

balao_vales

É sonho ou realidade?! (Foto: Viagem no Detalhe)

Meu passeio foi feito com a empresa Goreme Ballons (o valor foi de €175 por pessoa – valor de junho/2018) e reservado pela minha guia Banu. Gostei muito da empresa e senti uma segurança e um profissionalismo muito grande da parte deles.

balao_espumante

Momento do brinde, pós-voo (Foto: Viagem no Detalhe)

Depois da aterrisagem, é feito o tradicional brinde com espumante e você recebe um certificado 🙂

balao_brinde

Cheers to new adventures! (Foto: Viagem no Detalhe)

balao_certificado

O certificado do voo (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Assistir ao nascer do sol – A experiência dos balões na Capadócia não se resume a andar em um deles. Assistir o sol nascer e ver o céu ser povoado por centenas de balões é uma das coisas mais lindas e mágicas da vida!

balao_nascer_do_sol_museum_hotel

Nascer do sol visto do Museum Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

No meu segundo dia na Capadócia, acordei às 5h da manhã e fui correndo para o terraço do meu hotel, para assistir o espetáculo. Não sou nem de longe a pessoa mais matinal do mundo, mas posso garantir que cada minuto não dormido nesse dia valeu a pena!

balao_nascer_do_sol_museum_hotel_piscina

E a vista da piscina do hotel, no amanhecer (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Kaymakli Cidade Subterrânea – Essa cidade subterrânea é datada de, aproximadamente, 1200 a.C. e acredita-se que tenha sido construída pelos cristãos, para fugir das perseguições árabes. Estima-se que tenha sido populada até o século XIII.

cidade_subterranea

Alguns dos cômodos da cidade subterrânea (Foto: Viagem no Detalhe)

O lugar é cheio de história e mistérios e vale muito a pena fazer o passeio com guia, pois, do contrário, você vai perder preciosas informações! Um bom guia vai te transportar à época em que a cidade era de fato utilizada pelos católicos, te mostrar cada cômodo e contar casos da época.

cidade_subterranea_2

Passagens apertadas na cidade subterrânea (Foto: Viagem no Detalhe)

Um ponto de destaque é apenas que o lugar é bem apertadinho e cheio de passagens estreitas! Eu achei que fosse ter claustrofobia lá dentro e, realmente, me senti desconfortável em vários momentos, mas encarei e achei que valeu a pena, pelo valor histórico e riqueza de detalhes do lugar.

➦ Vale das Chaminés de Fadas – Chaminés de Fadas são formações rochosas incríveis, encontradas por toda a Capadócia, formadas por erupções vulcânicas. O fluxo de lava formou tufos rochosos, que foram esculpidos pelos ventos e chuvas, se transformando em vales sinuosos com penhascos curvados e as pontudas chaminés de fadas.

vale_das_chamines_de_fada_1

Não parece outro planeta? (Foto: Viagem no Detalhe)

Um dos passeios imperdíveis na região é visitar o vale repleto dessas formações, um dos lugares mais fotogênicos em que já estive. Você acredita que pessoas moravam dentro dessas chaminés de fadas antigamente?

vale_das_chamines_de_fada

E pensar que as chaminés de fadas eram casas, antigamente (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Vale dos Pássaros – Mais um dos incríveis vales da Capadócia, que leva esse nome por ser repleto de casas de pombos esculpidas nas cavernas. Os pombos eram animais extremamente valiosos aos cristãos, antigamente, pois forneciam pigmentos para pintura de afrescos nas igrejas e, portanto, eram protegidos em pombais.

vale_dos_passaros

Cenário surreal do Vale dos Pássaros (Foto: Viagem no Detalhe)

Além da vista dos pombais ao fundo do vale, lá também fica uma das mais belas árvores decoradas com olhos turcos. Vale a pena garantir uma foto na árvore para afastar todo e qualquer mau olhado, né? rs

vale_dos_passaros_arvore_olho_turco

E mais olhos turcos, para não faltar proteção! (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Goreme Open Air Museum – É um complexo monástico que é patrimônio da UNESCO, composto por diversos mosteiros e igrejas, que ficam um ao lado do outro. Mas não espere ver as igrejas clássicas, com as quais estamos acostumados. As igrejas do museu são todas escavadas em rocha e cheias de afrescos.

A entrada ao museu custa 25 liras turcas (valor de junho/2018), mas os mais belos afrescos encontram-se em uma capela chamada Karanlık Kilise (a “capela escura”), cuja entrada é paga à parte. A entrada para essa capela custa apenas 10 liras turcas e recomendo demais a visita, pois é lá que se encontram as pinturas mais conservadas do museu. São belíssimas!

goreme_open_air_museum

Mais cenários surreais da Capadócia (Foto: Viagem no Detalhe)

goreme_open_air_vista

E um pouco do visual lá de cima (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Degustar vinhos em uma vinícola local – Muita gente não imagina, mas a Capadócia é uma forte região produtora de vinho. Apaixonada por vinho que sou, não podia perder a chance de conhecer um pouco mais da produção local, não é mesmo?

kocabag_entrada

Kocabag, a vinícola que visitamos na Capadócia (Foto: Viagem no Detalhe)

Minha guia me levou à Kocabag, uma bodega local familiar, de pequena produção, mas que ostenta verdadeiras joias em sua produção e que chegou inclusive a ser premiada em relevantes concursos de vinhos (como o de Bruxelas, por exemplo!). Recomendo a vinícola de olhos fechados, aproveite a oportunidade para investir em seus rótulos, pois, com certeza, não irá encontrá-los aqui no Brasil.

kobag_espaco

O ambiente bem peculiar da vinícola (Foto: Viagem no Detalhe)

kocabag_vinhos_degustados

Alguns dos exemplares que degustamos (Foto: Viagem no Detalhe)

// Onde comer?

➦ Lil’a – Esse é o restaurante do Museum Hotel e recomendo bastante um jantar aqui, ainda que você não se hospede no hotel. Além da comida deliciosa, o clima romântico e aconchegante do lugar, cheio de velas e tocheiros, se destaca e merece demais a visita!

lila_restaurante_museum_hotel

Jantar romântico no Lil’a (Foto: Viagem no Detalhe)

Sira – Esse restaurante foi minha escolha para o jantar na minha última noite na Capadócia, por recomendação da minha guia. Ele ficava bem pertinho do Museum Hotel (fui a pé!) e oferecia a tradicional gastronomia turca em um ambiente super aconchegante (também fica dentro de um hotel). Recomendo!

restaurante_sira

Ignorem a cara de quem acordou 3:40h da manhã e foquem no prato! rs (Foto: Viagem no Detalhe)

***

Espero ter conseguido transmitir, nesse post, um pouquinho da magia que paira no ar da Capadócia e desvendado um pouquinho dos muitos encantos locais! Agora é a hora de você começar a planejar sua viagem, para ver tudo isso com seus próprios olhos – vale muito a pena! 🙂

vale_dos_passaros_balao

Até a próxima, Capadócia! (Foto: Viagem no Detalhe)

Obrigada pela visita!

Beijos, Camilla

Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo instagram >> @viagemnodetalhe

Se você gosta das dicas do blog, ajude na sua manutenção, reservando seus hotéis e pousadas pelos links daqui. Isso não aumenta em nada o valor da sua reserva e gera um percentual revertido para o blog 😉

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
 
3 Comentários
  1. […] vim da Capadócia (veja aqui todas as minhas dicas da Capadócia), fiz o trecho Capadócia – Istambul, […]

  2. […] na Turquia, os destinos visitados foram a Capadócia – um dos lugares mais mágicos que já conheci! – e a cosmopolita e vibrante […]

  3. […] Museum Hotel estava na minha bucket list há séculos e sempre pensei que, quando fosse à Capadócia, tinha que dar um jeito de ficar lá!! Recentemente, realizei esse sonho, numa viagem para Grécia […]

Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe