Roteiro de 1 dia em Atenas
atenas Europa Grécia

Roteiro de 1 dia em Atenas

Por Camilla Ribeiro    Postado em 20.08.2018

Atenas é o berço da civilização ocidental e nenhuma viagem para a Grécia – por mais fanático por praia que você seja – será completa sem uma passada na capital do país.

A maior cidade da Grécia é um verdadeiro museu a céu aberto. Quando andava por suas ruas e visitava seus monumentos, não conseguia deixar de pensar que todo o nosso conceito de democracia nasceu naqueles lugares e em como os gregos foram precursores em tantos sentidos. É de se impressionar…

agora_antiga_vista

Acrópole vista da Ágora Antiga (Foto: Viagem no Detalhe)

templo_zeus

O imponente templo de Zeus Olímpio (Foto: Viagem no Detalhe)

acropole_vista

Vista de Atenas a partir da Acrópole (Foto: Viagem no Detalhe)

templo_hefesto_agora_antiga

Templo de Hefesto, o mais conservado templo antigo grego (Foto: Viagem no Detalhe)

Apesar de carregar tanta história e cultura, engana-se quem pensa que a capital grega só tem ruínas para visitar. Museus, bairros jovens, barzinhos animados e restaurantes estrelados fazem parte do cotidiano ateniense e tornam a cidade ainda mais interessante.

// Como Chegar?

Diversas companhias aéreas operam o trecho Brasil – Atenas, geralmente com escala em alguma cidade européia. Eu fiz o trecho pela KLM, com escala em Amsterdã.

Para quem está com tempo, uma dica interessante é fazer um stopover  em Amsterdã ou Paris, sem custo adicional, voando com a KLM.

// Quanto Tempo Ficar?

Para conhecer Atenas com calma, recomendo 2 dias, mas, se você tiver apenas 1 dia, dá para fazer um roteiro mais intenso e conhecer os principais pontos de interesse.

No meu roteiro pela Grécia e Turquia (clique aqui para ler todas as dicas), eu havia reservado 2 dias para a capital grega, mas, infelizmente, meu voo original foi cancelado pela Air France e acabei ficando com apenas 1 dia para Atenas.

// Onde se Hospedar?

Eu escolhi me hospedar no hotel Royal Olympic, muito influenciada pela vista de tirar o fôlego do terraço do hotel (onde é servido o café da manhã): de um lado a Acrópole e, do outro, o templo de Zeus.

royal_olimpic_hotel_cafe

Vista do Templo de Zeus, no café da manhã do hotel Royal Olympic (Foto: Viagem no Detalhe)

royal_olympic_cafe_acropole

E a vista da Acrópole do outro lado! (Foto: Viagem no Detalhe)

A vista de fato é linda e o café da manhã, super farto, um dos pontos altos do hotel. A localização do Royal Olympic também merece destaque – dá pra ir a pé a todos os principais pontos turísticos da cidade. Esse roteiro, aliás, foi todo feito a pé.

royal_olimpic_hotel_cafe_acropole

Acrópole ao fundo no salão de café da manhã do hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

O único ponto de observação foi que achei nosso quarto um pouco antiguinho, merecendo uma renovação. Mas nada que tenha prejudicado minha estadia ou que me impeça de recomendar o hotel para vocês.

royal_olimpic_hotel_quarto

Nosso quarto no Royal Olympic (Foto: Viagem no Detalhe)

Reserve sua estadia no Royal Olympic por aqui ou veja aqui outras opções de hotel em Atenas.

Ah, a melhor área para se hospedar em Atenas, na minha opinião, são os arredores de Plaka. Lá você estará próximo tanto da Acrópole e de outros pontos históricos, como de diversos restaurantes e bares.

// O que fazer?

➦ Templo de Zeus – um dos maiores e mais imponentes templos da cidade, dedicado ao deus do Olimpo. Sua construção teve início no século V a.C., mas foi concluída apenas no século I a.C., pelo imperador romano Adriano.

templo_zeus_olimpio

A grandiosidade do Templo de Zeus, com suas colunas de 17 m de altura (Foto: Viagem no Detalhe)

Infelizmente, esse templo sofreu diversas alterações em sua construção, principalmente em razão da troca dos materiais originalmente utilizados em sua construção, em decorrência de roubos. Das 104 colunas, apenas 15 permanecem em pé – dá pra ver claramente a falta das que não mais permanecem no templo, pelo espaço entre as duas colunas da ponta esquerda, na foto acima, para as demais.

templo_de_zeus_resquicios

Reminiscencias das colunas originais do Templo de Zeus (Foto: Viagem no Detalhe)

De qualquer forma, o Templo de Zeus ainda é super impressionante e vale demais a visita! De quebra ainda dá pra ter uma linda vista da Acrópole ao fundo do templo.

templo_de_zeus_viagem_no_detalhe

Templo de Zeus visto de outro ângulo (Foto: Viagem no Detalhe)

DICA VIAGEM NO DETALHE®: É possível comprar o ingresso combinado que dá direito à visita à Acrópole (e a outras atrações da cidade) no Templo de Zeus Olímpico. Assim, para evitar as filas gigantes que se formam na bilheteria na Acrópole, visite primeiro o Templo de Zeus e já saia de lá com o bilhete para visitar a acrópole 😉

➦ Arco de Adriano – esse monumento de 18 metros de altura localiza-se em frente ao Templo de Zeus Olímpico. O Arco representa a divisão da antiga Atenas para a Atenas do imperador romano Adriano. É um ponto de visita rápido mas vale uma olhada com detalhes.

arco_de_adriano

O Arco de Adriano (Foto: Viagem no Detalhe)

Museu da Acrópole – Esse museu foi um dos lugares que mais amei conhecer em Atenas. Ele é super novinho (foi construído em 2009) e conta a história da Acrópole de forma bem interativa e interessante. Eu teria passado um dia inteiro lá, vendo cada detalhe e lendo cada explicação (esse era meu plano pro primeiro dia em Atenas, quando ainda achava que teria 2 dias na cidade).

museu_da_acropole

Entrada do museu da Acrópole (Foto: Viagem no Detalhe)

Um detalhe super interessante é que, durante a construção do museu, foram encontradas ruínas arqueológicas no seu subsolo! Para preservar a descoberta, a parte das ruínas foi isolada com vidro, de modo que os visitantes podem observá-las, ao entrar no museu. Incrível!

museu_da_acrople_escavacoes

Ruínas encontradas no subsolo do Museu da Acrópole (Foto: Viagem no Detalhe)

Apesar da tentação de visitar logo a Acrópole, recomendo que a visita a esse museu seja feita primeiro. Assim, você se inteira melhor sobre a história do monumento e aproveitará muito mais sua visita à Acrópole.

museu_da_acropole_interior

O interior do museu da Acrópole (Foto: Viagem no Detalhe)

O museu é todo de vidro e tem vistas para Acrópole de diversas partes, além de contar ainda com um restaurante, em seu terraço, que também oferece uma linda vista. Vale a pena fazer uma parada estratégica lá, nem que seja apenas para tomar um cafezinho e apreciar o visual.

➦ Acrópole – A Acrópole com certeza é o ponto alto de uma viagem para Atenas, mas não pense que ela se resume apenas ao imponente Partenon – templo mais importante dedicado à Atenas -, há muito mais a ser visto por lá!

Acrópole quer dizer “cidade alta” e foi lá onde os principais templos e teatros da cidade foram construídos, na parte alta, mais próxima ao céuEstima-se que a Acrópole tenha começado a ser construída  no século V a.C.

O que ver na Acrópole?

  • Teatro de Dionísio – esse teatro fazia parte de um santuário dedicado ao deus do vinho. É possível andar por toda a sua extensão e o que mais me impressionou foi ver as cadeiras de pedra, próximas ao palco, ainda originais!

    teatro_dionisio_acropole

    Arquibancadas do Teatro de Dionísio

  • Odeon de Heráclito – É o outro teatro que a Acrópole abriga. É enorme (tem capacidade para 5.000 pessoas) e bem mais imponente que o Teatro de Dionísio. Qualquer semelhança com o Coliseu não é mera coincidência – o teatro foi construído no período de dominação do Império Romano. Diferentemente do Teatro de Dionísio, não é possível acessar o Odeon por dentro, mas apenas vê-lo de cima. Até os dias de hoje é usado para algumas cerimônias.

    teatro

    O imponente Odeon de Heráclito (Foto: Viagem no Detalhe)

  • Partenon –  é a grande estrela da Acrópole e encontra-se no topo da cidade alta. O Partenon é o principal templo dedicado à deusa Atena. Foi construído e destruído diversas vezes e o exemplar que hoje vemos, no topo da Acrópole, foi aquele construído durante a invasão dos Persas.

    acropole_paternon

    Partenon, a estrela da Acrópole (Foto: Viagem no Detalhe)

  • Erecton – templo em homenagem a Poseidon e Atena. As colunas em formato de mulheres são o que mais chamam atenção no monumento, contudo, nada é original, infelizmente.
    erecton

    As famosas colunas em forma de mulheres (Foto: Viagem no Detalhe)

    erecton_colunas

    As colunas em forma de mulheres no Erecton (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Ágora Antiga – ágora era uma espécie de praça, onde os locais discutiam assuntos relevantes para a cidade e sociedade da época. Era lá onde eram debatidos e votados temas relacionados à  justiça, leis, cultura, obras públicas etc.

agora_antiga_busto

Pelos caminhos da Ágora Antiga (Foto: Viagem no Detalhe)

A Ágora Antiga vale demais a visita, por sua relevância histórica e também por abrigar o incrível templo de Hefesto, que é o templo mais bem conservado da antiguidade grega.

agora_antiga_templo

Templo de Efesto, o mais bem conservado da antiguidade grega (Foto: Viagem no Detalhe)

Além de tudo isso, a Ágora Antiga ainda guarda uma linda vista da Acrópole, abriga um museu e possui uma bela igrejinha bizantina, que vale uma visita para ver seus afrescos.

acropole_vista_agora_antiga

Vista da Acrópole a partir da Ágora Antiga (Foto: Viagem no Detalhe)

agora_antiga_igreja_bizantina

Linda Igreja Bizantina dentro da Ágora Antiga (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Ágora Romana – Diferentemente da Ágora Antiga, a Ágora Romana foi construída entre 19 a. C. e 11 a. C., durante o período de domínio dos Romanos, pelo imperador romano Augustus. Nessa época, o centro político da cidade passou da Ágora Antiga para lá, de modo que a Ágora Romana passou a ser o local onde os atenienses discutiam e votavam questões envolvendo os assuntos relevantes para a sociedade.

Apesar do indiscutível valor histórico, eu, particularmente, não achei a visita à Ágora Romana tão interessante assim. O local é um pouco abandonado e com poucas explicações.

agora_romana

Ágora Romana, centro político de Atenas na época do domínio romano (Foto: Viagem no Detalhe)

Um dos pontos interessantes da Ágora Romana é a Torre dos Ventos, uma torre de mármore octogonal, considerada a primeira estação meteorológica do mundo. A estrutura, supostamente construída por volta de 50 a.C. (!), possui uma combinação de relógios de sol e água e uma ventoinha.

torre_dos_ventos_agora_romana

Torre dos Ventos, a primeira estação meteorológica do mundo (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Plaka – Se perder pelas ruas de Plaka é um dos programas mais deliciosos para se fazer na capital grega. Entre em todas as lojinhas fofas, prove o tradicional gyros grego (sanduíche de carne enrolado no pão pita), pare para um café e aproveite todo o charme desse bairro.

hans_gretel

Lojinha de doces fofa pelas ruas de Atenas (Foto: Viagem no Detalhe)

// Onde comer?

Hytra – Esse foi o restaurante que escolhi para jantar na minha última noite na Grécia e foi uma excelente despedida! O Hytra possui diversas opções de menu degustação e ostenta uma estrela Michelin.

Além da comida deliciosa, o restaurante opera num agradável terraço e todas as suas (poucas) mesas tem vista para a Acrópole. Recomendo!

hytra

Jantar com vista no Hytra (Foto: Viagem no Detalhe)

É imprescindível reservar com antecedência, o que pode ser feito diretamente pelo site do restaurante.

***

Atenas é uma cidade repleta de história e sua influência no nosso dia a dia é impressionante, até a atualidade. Passear por suas ruas é como voltar no tempo, é impossível não imaginar os debates do povo nas ágoras romana e antiga, o culto aos deuses, na Acrópole, e tantas outras nuances do cotidiano ateniense. Um lugar que, com certeza, ao menos uma vez na vida, merece a sua visita!

Com esse post, chega ao fim minha série de dicas da minha última viagem à Grecia (você também pode conferir minhas dicas de Mykonos, Santorini e Milos, nos respectivos posts que escrevi sobre cada uma das ilhas). A partir de agora, vou começar a escrever sobre a segunda parte desse roteiro: Turquia! Fique de olho que vem muita dica boa por aí 🙂

Obrigada pela visita!

Beijos, Camilla

Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo instagram >> @viagemnodetalhe

Se você gosta das dicas do blog, ajude na sua manutenção, reservando seus hotéis e pousadas pelos links daqui. Isso não aumenta em nada o valor da sua reserva e gera um percentual revertido para o blog 😉

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
 
1 Comentário
  1. […] Grécia, passei por Atenas e pelas ilhas de Mykonos, Santorini e Milos (clique nos nomes dos lugares para acessar os […]

Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe