Minhas dicas de Buenos Aires
América Latina Argentina Buenos Aires

Minhas dicas de Buenos Aires

Passeios fora da caixa na capital argentina
Por Camilla Ribeiro    Postado em 02.06.2019

Buenos Aires é uma das minhas capitais favoritas no mundo! Desde a primeira vez que lá estive, já se vão 10 anos e voltas sucessivas, praticamente ano sim, ano não. Meu encantamento com a capital argentina só aumenta com o passar do tempo!

Lindo mural da Frida, pelas ruas da cidade (Foto: Viagem no Detalhe)

Apesar disso, ainda não tinha tido a oportunidade de falar sobre a cidade aqui (da Argentina, só tinha postado, até agora, sobre Mendoza). Estive na cidade no último fim de semana (sim, é super factível fazer uma viagem de fim de semana para lá!) e voltei animada para compartilhar algumas dicas mais “fora da caixa” de Buenos Aires, aqui no blog!

El Rosedal de Palermo (Foto: Viagem no Detalhe)

Assim, iniciados e iniciantes poderão tirar proveito desse post, seja para atualizar sua bucket list porteña, seja para incrementar seu roteiro em uma primeira visita. Vamos lá? 🙂

// Como Chegar?

Diversas companhias aéreas operam o trecho, inclusive de forma direta, dependendo de onde você saia. Para quem, como eu, parte do Rio de Janeiro, em aproximadamente 2:30h, é possível chegar na capital argentina.

Dessa última vez, voei de Gol, saindo do Rio às 21:30h, na sexta-feira, e retornando no vôo de segunda-feira, às 2:30h da manhã – sempre tentamos maximizar o fim de semana! rs

// Onde ficar?

Há diversas regiões interessantes para se basear, mas o meu bairro favorito, sem dúvidas, é Palermo! Amo o charme da região, a pegada cool e descolada das lojas, cafés, grafites… é um lugar por onde adoro passear e sempre me parece ter coisas interessantes acontecendo!

Pelas ruas de Palermo (Foto: Viagem no Detalhe)

Das últimas vezes que estive na cidade, testei hotéis boutiques diferentes, cada um em uma parte do bairro: o Own Grand Palermo Soho e o Mine Hotel. Gostei bastante dos dois!

Apesar dos dois hotéis serem charmosos, sem grandes luxos, o Own Grand Palermo Soho me pareceu um tantinho mais espaçoso do que o Mine, com um quarto super funcional.

O quarto do Own Grand Palermo Soho (Foto: Divulgação)

O Mine, por sua vez, tem uma localização perfeita, próximo do burburinho do bairro e de inúmeros pontos de interesse. O quarto do hotel era bem confortável e o café da manhã tinha opções à la carte, preparadas na hora, o que sempre acho bem interessante.

Meu quarto, no Mine Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)
Um pouco do café da manhã no Mine Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

Resumidamente, os 2 são excelentes opções e não há como errar, se hospedando em um ou outro!

Reserve aqui (sem custo adicional) sua estadia no Own Grand Palermo Soho ou aqui sua estadia no Mine Hotel. Se preferir, pesquise aqui outras opções de hotel em Buenos Aires.

// O que fazer?

➦  Street Art e Mural da Frida – Buenos Aires respira cultura, seja nos seus inúmeros museus, seja em plena rua! Há vários grafites maravilhosos espalhados pelas ruas da cidade, inclusive existe a opção de fazer um tour focado na admiração dessa arte (aliás, tenho planos de fazer no futuro!).

Uma das minhas obras favoritas de street art em Buenos Aires é esse grafite enorme da Frida, feito pelo artista Campos Jesses, que descobri nessa minha última viagem. É impressionante demais, fiquei apaixonada!

O mural fica na altura do número 1700 da rua Dorrego e, se você curte o estilo, recomendo super uma visita até lá! De quebra, há um café lindão do lado do mural, para complementar o passeio – o Gratitude, sobre o qual falo melhor na sessão sobre “onde comer” desse post!

Bem perto do mural também fica o Mercado de Pulgas de Buenos Aires. Se você curte antiguidades e comprinhas com uma pegada vintage, vale dar uma conferida no galpão.

➦  MALBA – O Museu de Arte Latino Americana é um dos meus museus favoritos no mundo! Sempre passo por lá, quando visito a cidade. Apesar de não ser exatamente uma super dica “fora da caixa”, como muita gente pula o museu, numa primeira vez em Buenos Aires, acho bacana destacar aqui seu valor.

O MALBA tem um acervo incrível, com direito a Frida Khalo, Tarsila do Amaral (é lá que está nosso incrível Abaporu), Portinari, Diego Rivera e muito mais! Além do acervo permanente, merecem destaque também as mostras temporárias, que costumam ter uma curadoria excelente!

Mostra temporária atual do MALBA (Foto: Viagem no Detalhe)

Se puder, fique atento aos horários das visitas guiadas, que rolam diariamente. Nessa última viagem, fiz a visita guiada pela mostra temporária atualmente em cartaz (Mundo propio – Fotografía moderna Argentina – 1927 – 1962), que, aliás, recomendo bastante.

A visita guiada durou pouco mais de 1 hora e foi reveladora quanto a vários aspectos da exposição que jamais captaria por conta própria!

➦  El Rosedal – esse parque conta com a maior coleção de rosas da Argentina! É lindo e incrivelmente bem cuidado, sem contar o aroma delicioso das flores. Foi um dos passeios que mais me surpreendeu por lá. Ah, o melhor de tudo: a entrada é grátis!

➦  Jardim Japonês – Mais um passeio ao ar livre super agradável! O jardim japonês é um oásis em meio a cidade e, apesar de não ser tão lindo como os jardins do Japão rs, certamente é muito bonito! Estive lá em 2016 e gostei do passeio.

Visitando o Jardim Japonês, há 3 anos atrás (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Feira de San Telmo – Ok, a feira de San Telmo é super turística e zero dica fora da caixa, mas é um passeio que repito praticamente todas as vezes que vou à capital argentina porque realmente adoro! rs Sempre consigo garimpar achadinhos vintage nas barracas e acho que o clima do bairro de San Telmo fica uma delícia, nas manhãs de domingo. É um clássico, para repetir sempre!

➦  Feira de Palermo Soho – Se você busca uma feirinha mais diferente, tente a de Palermo Soho, que é montada na Plaza Julio Cortázar (antiga Plaza Serrano), todo domingo. Dá pra encontrar algumas coisinhas fofas e lembrancinhas interessantes por lá.

➦  Museu de Bellas Artes – mais um museu que acaba ficando de fora do roteiro de muita gente, mas que vale demais a visita! O Bellas Artes argentino fica na Recoleta e tem um acervo impecável – sem dúvidas, é um passeio imperdível! Recomendo tanto o acervo permanente do museu como as mostras temporárias, que também são geralmente bastante interessantes.

// Dicas de Cafés:

Buenos Aires é famosa por seus mil e um cafés e uma das minhas maiores diversões, por lá, é descobrir alguns desses cantinhos especiais! Esses são alguns dos meus favoritos mais recentes:

➦ Cigalo cafe – Com muitas luzinhas, paredes grafitadas e um ar super cool, o Cigalo é a própria definição de café descolado! Lá, vale provar as mil e uma opções de café com uma torta de chocolate meio amargo.

Gratitude – café lindo, todo temático de gratidão e good vibes. Além dos cafés e chás especiais, tem uma lojinha super fofa de coisas de casa!

Paul French Gallery – dentro dessa galeria bem escondida em Palermo, você encontra arte, lojinha de decoração, o delicioso café decata e muito verde – um verdadeiro oásis!

Entrada escondida do Paul French (Foto: Viagem no Detalhe)

// Onde Comer?

Casa Cavia – essa foi uma das melhores descobertas que fiz, dessa última vez em Buenos Aires, foi lá que fizemos nosso primeiro almoço da viagem. Dentro de um casarão clássico, se esconde esse belíssimo restaurante!

Recomendo optar por uma mesa no jardim, que é cheio de charme e ir sem pressa, para degustar muitas coisas do cardápio, harmonizando com os vinhos (que também são servidos em taça, com várias opções – algo que não é tão comum!).⠀

O menu da casa varia conforme as estações e, para o Outono, tive a surpresa de encontrar pratos temáticos, baseados em filmes. Tudo que provei lá estava divino – uma refeição que ficou na memória!

Além da comida maravilhosa, o casarão conta ainda com um espaço literário gracinha, com livros pendurados no teto e disponíveis para compra.

Chila – um restaurante que conta com o selo Relais & Chateaux e ainda está na lista dos 50 melhores da América Latina não tem como ter erro, né? Esse é o caso do Chila, que oferece um menu degustação criativo, divertido e muito saboroso.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O principal objetivo da casa é mostrar, em seus pratos, os ricos ingredientes de cada região da Argentina – uma verdadeira viagem do Norte ao Sul do país, de Jujuy ao Ushuaia.

Amei conhecer o Chila e recomendo demais reservar uma noite para jantar lá! Ah, não se esqueça de reservar e pedir uma mesa próximo à janela, com vista para o rio do Puerto Madeiro.

Malbequeria – restaurante super charmoso (com um jardim super gracinha!), que também tem a opção de petiscar. Nós fomos no domingo a noite e optamos por degustar um vinho com petiscos – uma delícia! Deve ser muito bom para jantar também. Para quem se hospeda no Mine Hotel, dá pra ir a pé!

Don Julio – esse não é exatamente uma novidade, mas, pela sua qualidade, recomendo aos carnívoros de plantão! O Don Julio é um tradicional e premiado restaurante, especializado em carnes, e também listado nos 50 melhores da América Latina. Lá você irá encontrar uma grande variedade de cortes, num ambiente aconchegante, sem ser muito turistão.

Duas dicas importantes: (1) é essencial reservar com antecedência, pois o restaurantes está sempre cheio e a fila é demorada, e (2) se não estiver com muita fome, considere dividir a carne, pois a porção é bem farta.

Heisenburger – é uma deliciosa hamburgueria temática de Breaking Bad. O hamburguer é bem gostoso e, se você é fã do seriado, não pode deixar de conhecer!

El Club de la Milanesa – Esse restaurante, especializado em bife à milanesa, já é um clássico para mim, que sou fã do prato! Tem em vários lugares e a qualidade é sempre padrão – vale a pena conhecer e escolher uma das inúmeras opções de bife à milanesa, feitas de todos os jeitos e com todos os recheios que você possa imaginar!

***

Buenos Aires é uma cidade incrível, daqueles lugares em que vale a pena voltar sempre, nem que seja só para apreciar o movimento, curtir a gastronomia e admirar a beleza da cidade! Espero que tenham curtido essas dicas e que venham muitas outras viagens para lá e posts com novidades! 😀

Obrigada pela visita!

Beijos, Camilla

Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo instagram >> @viagemnodetalhe

Se você gosta das dicas do blog, ajude na sua manutenção, reservando seus hotéis e pousadas pelos links daqui. Isso não aumenta em nada o valor da sua reserva e gera um percentual revertido para o blog 😉

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe