Roteiro de 1 dia em Montevideo
América Latina Montevideo Uruguai

Roteiro de 1 dia em Montevideo

Por Camilla Ribeiro    Postado em 27.03.2017

Nossa Rota Romântica pelo Rio da Prata teve maior enfoque nas cidades de Colonia del Sacramento e Carmelo, mas conseguimos curtir um diazinho na capital uruguaia. Apesar do pouco tempo, deu pra bolar uma programação bem bacana e conhecer lugares muito interessantes. Para quem tem pouco tempo em Montevideo, como eu, deixo aqui minhas dicas como sugestão de roteiro.

Quem tiver mais tempo, vale gastar uns 2, 3 dias e conhecer com mais calma Montevideo, uma cidade que, apesar de pequena, é bem simpática e conta com boas opções de lazer e gastronomia. Já estou planejando retornar e fazer um roteiro congregando a capital e vinícolas adjacentes. 🙂

// Onde se Hospedar?

Os bairros mais recomendados – e mais nobres –, para se hospedar em Montevideo, são Carrasco, Punta Carretas e Pocitos. Eu escolhi Punta Carretas e gostei bastante! O bairro tinha várias opções de restaurantes, shopping e uma vibe que me lembrou um pouquinho de Palermo, em Buenos Aires. Gostei e recomendo!

Escolhi me hospedar no BIT Desing Hotel, que ficava bem localizado, no coração de Punta Carretas e contava com um bom custo x benefício. Achei uma ótima opção e certamente atendeu o que eu buscava – quarto confortável, atendimento atencioso e café da manhã farto. Recomendo!

bit-design-hotel

Nosso quarto no BIT Design Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

Também bem localizado em Pocitos, o Hyatt, sem dúvida, é uma opção de hospedagem que nunca decepciona. Reserve por aqui.

hyatt-pocitos

Hyatt: ótima opção de hotel em Pocitos (Foto: Divulgação)

O Sofitel Carrasco é a opção de hospedagem mais tradicional (e luxuosa!) em Montevideo. O Hotel é um charme e, se tivesse mais tempo, gostaria de ter me hospedado lá. Mas, como só fiquei 1 noite na cidade, achei que não valia a pena, afinal, o que adiantaria ficar num mega hotel e não poder curtir suas facilidades, né?

sofitel-carrasco

Sofitel Carrasco: o hotel mais tradicional da cidade (Foto: Divulgação)

Pesquise aqui outras opções de hotel em Montevideo.

// O que fazer?

Há muita coisa para se fazer na Capital Uruguaia e não tenho, aqui, a pretensão sequer de listar todas essas atividades – e nem poderia, já que meu tempo foi tão escasso na cidade. Minha intenção é indicar o que fazer em 1 dia na cidade, de acordo com a seleção que fiz para o meu roteiro.

➦ Plaza Independencia – visitar essa praça, construída em 1837, é definitivamente um dos principais passeios a serem feitos no centro da cidade. Além do valor histórico da Plaza – foi aqui que, em 1974, foi construído o Mausoléu para guardar os restos mortais de José Artigas, herói nacional – o local é o ponto de partida para visitar diversas outras atrações no Centro. Minha sugestão é: pegue um táxi até a praça e de lá, explore, a pé, o centro.

plaza-independencia

Monumento Central da Plaza Independencia (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Palácio Salvo – Inaugurado em 1928, esse é o edifício mais fotografado da cidade! O Palácio Salvo tem 95 metros, 27 andares e fica bem em frente a Plaza Independencia. É uma construção linda e um cartão postal de Montevideo.

palacio-salvo

Palácio Salvo, o edifício mais fotografado da cidade! (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Palácio Estévez – Esse Palácio foi construído entre 1873 e 1874 como moradia da família Estévez. Em 1878 foi comprado pelo governo, passando então a ser sede oficial do governo do Uruguai.

➦ Catedral Metropolitana de Montevideo – É a principal igreja do centro histórico e foi construída em estilo neoclássico. Foi inaugurada em 1804, mas foi finalizada apenas em 1818.

➦ Teatro Solis – Grande cartão postal de Montevideo, o Teatro Solis foi construído entre os anos de 1840 e 1856 e teve seu nome em homenagem ao descobridor do Rio da Prata, Juan Díaz de Solís. É possível fazer visitas guiadas nas terças, quartas, quintas, sextas e domingo, às 11h, 12h e 16h, e, nos sábados, às 11h, 12h, 13h e 16h.

teatro-solis

A fachada do Teatro Solis (Foto: Viagem no Detalhe)

Eu queria muuuuito ter feito a visita guiada, mas, como cheguei no fim da tarde, já tinha acabado. De toda forma, aproveitei para dar uma olhadinha na estrutura do teatro por dentro, pois estava tendo uma exposição de fotografia, e já deu para ter uma ideia do quão grandioso é o local. Imagina as salas de espetáculo?! Da próxima vez, quero fazer a visita guiada, com certeza!

teatro-solis-interior

Detalhes do imponente interior do Teatro Solis (Viagem no Detalhe)

➦ Peatonal Sarandí – Ampla rua de pedestres do centro histórico, cheia de lojinhas, museus, cafés e restaurantes. Seria, em menores proporções, uma equivalente a nossa Av. Rio Branco, aqui no Rio de Janeiro. Você, invariavelmente, vai passar por essa rua, quando estiver passeado pelo centro.

Peatonal-Sarandí

Peatonal Sarandí: a rua de pedestres do centro de Montevideo (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Librería Puro Verso – Bem no início da Peatonal Sarandí, por trás da fachada do edifício 675, encontra-se uma das livrarias mais tradicionais e belas de Montevideo. Vale muito a pena entrar e se encantar com o acervo e o ambiente. Eu sou apaixonada por literatura, então, sempre acho um programão descobrir novas livrarias, quando viajo.

libraria-mas-puro-verso

O rico interior da Puro Verso (Foto: Viagem no Detalhe)

// Outros Pontos de Interesse no Centro Histórico

Pelo centro histórico, ainda há alguns outros lugares interessantes para visitar, em que eu não tive tempo de ir, mas que podem valer a visita:

➦ Mercado del Puerto – esse mercado é uma das principais atrações da capital Uruguaia. Eu adoro mercado locais e gostaria muito de ter conhecido esse – que parece ser super legal – mas, como já cheguei tarde na cidade, acabou ficando fora de mão visitar o local. A graça no mercado é esperar por um lugar no balcão de uma das inúmeras churrascarias e ver a carne ser preparada ao vivo, bem na sua frente, no asador

➦ Museu Torres García – museu dedicado ao famoso pintor uruguaio, Joaquín Torres García. Confira os dias e horários de funcionamento, clicando no link.

➦ Museo Andes 1972 – curioso museu dedicado à história do voo que caiu na Cordilheira dos Andes, em 1972, acarretando a morte de 29 pessoas. Confira os dias e horários de funcionamento, clicando no link.

➦ Café Brasilero  – café mais antigo da cidade. Abriu suas portas em 1877 e foi o primeiro a ser declarado de interesse cultural pelo Município da Cidade de Montevideo. Só pela história, já vale conhecer, né?

➦ Plaza Zabala – considerada uma das praças mais bonitas da cidade velha.

Após visitar o centro histórico, siga para a Rambla (orla de Pocitos e Punta Carretas) para assistir a mais um lindo pôr do sol uruguaio. Como eu tinha pouco tempo, peguei um táxi do centro histórico rumo à orla, na parte em que tem as icônicas letras formando a palavra Montevideo. Assim, aproveitei para conhecer o local e assistir o pôr do sol de lá.

rampla-pocitos

Visual incrível da orla de Pocitos (Foto: Viagem no Detalhe)

Um detalhe: se você quiser tirar uma foto sozinho na palavra Montevideo, vá ou muuuuito cedo ou muito tarde ao local, para tentar pegá-lo mais vazio. Do contrário, prepare-se para disputar um lugar com milhares de pessoas que se aglomeram nesse ponto, em todas as demais horas. Eu não fazia muita questão (e nem tinha muito tempo pra isso!) e a minha foto ficou assim:

montevideo

Nossa foto na plaquinha, junto com alguns estranhos… rs (Foto: Vigem no Detalhe)

Como eu disse, fiquei em Montevideo uma tarde/noite – quando fiz todos esses passeios que narrei aí em cima – e a manhã do dia seguinte. Nessa manhã, aproveitei para dar uma volta por Punta Carretas e conhecer o parque José Enrique Rodó.

DSC06757

Parque Rodó: refúgio arborizado em Montevideo (Foto: Viagem no Detalhe)

O bairro é arborizado e simpático e o passeio foi bem agradável. O parque tinha algumas construções bem bonitas, mas não considerei um passeio imperdível.

punta-carretas-arredores

Bela arquitetura de Punta Carretas (Foto: Viagem no Detalhe)

Uma última sugestão de passeio pelo bairro é conhecer o Punta Carretas Shopping, que ficava na rua do hotel em que me hospedei (o Bit Design). O shopping é grande e tem várias lojas e restaurantes. Apesar de não ser exatamente o tipo de atração que eu busco, quando viajo, acabei dando uma passadinha no shopping, na primeira noite, já que era tão pertinho do meu hotel.

shopping-punta-carretas

Punta Carretas Shopping, bem na rua do meu hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

// Onde Comer?

Fiquei muito pouco tempo em Montevideo, mas deu tempo de testar dois restaurantes, que gostei bastante e super indico para vocês!

➦ BocaNegra – Vinos y Tapas – achei esse lugar um verdadeiro achado! O BocaNegra é um simpaticíssimo wine bar, que abriu há poucos meses (também na rua do hotel Bit Design!), e oferece diversas opções de vinhos, tanto em garrafas como em taças, no sistema de máquinas. Nessas máquinas, o próprio visitante pode retirar a quantidade de vinho que gostaria de degustar e escolher qual rótulo mais lhe agrada.

boca-negra

Ambiente cool do BocaNegra (Foto: Viagem no Detalhe)

É uma ótima oportunidade para degustar vários vinhos diferentes! Para acompanhar, há várias opções de tapas e tábuas de queijos e frios. Com atendimento atencioso e ambiente muito agradável, o BocaNegra ganhou meu coração! Queria que tivesse um lugarzinho exatamente assim aqui no Rio…

boca-negra-montevideo

Deliciosos queijos e vinhos no BocaNegra (Foto: Viagem no Detalhe)

➦ Restaurante Francis – Restaurante bem tradicional em Montevideo, onde as especialidades são carnes, mas com um toque gourmet. Recebi as melhores referências desse local, antes de viajar, e decidi incluir no meu roteiro.

Confesso que, quando cheguei lá, fiquei um pouco apreensiva porque não era exatamente como eu imaginava – estava lotado de brasileiros (nada contra, ao contrário, mas, de início, pensei que seria muito turístico) e o ambiente era bem menos glamouroso do que eu esperava…rs Maaaas, a comida do local me conquistou e confesso que o cordeiro ao molho tannat que provei lá estava sensacional. Não me arrependi de ter ido!

francis-restaurant

Delicioso cordeiro ao molho tannat, no Francis Restaurant (Foto: Viagem no Detalhe)

Ah, uma dica: para jantar no Francis, é importante reservar, pois o restaurante costuma ficar bem cheio. Eu fui com reserva e me deparei com fila de espera grandinha, das pessoas que não tinham reservado.

***

Bom, esse foi o último post da Rota Romântica pelo Rio da Prata, nosso roteiro pelo Uruguai. Confesso que esse país ganhou meu coração (não sei como demorei tanto para conhecê-lo!) e quero muito voltar para lá para explorar novas cidades! E vocês, tem alguma dica de Montevideo ou do Uruguai?

Obrigada pela visita!

Beijos, Camilla

Acompanhe minhas viagens em tempo real pelo instagram >> @viagemnodetalhe

Quando você reserva um hotel pelos links aqui do blog, eu ganho uma pequena comissão, que me ajuda a manter esse site sempre atualizado, mas que não afeta em nada o valor da sua reserva. Se você está curtindo as dicas, contribua 😉

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
 
2 Comentários
  1. […] 5 dias que passamos lá, conhecemos 3 cidades: Colonia del Sacramento, Carmelo e Montevideo. Colonia é uma cidade histórica, com uma arquitetura encantadora; Carmelo tem uma vibe campestre […]

  2. […] Montevideo, você pode alugar um carro e rapidamente chegar à cidade, que está a aproximadamente 240 km da […]

Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe