Os muitos encantos de Colonia del Sacramento
Colonia del Sacramento Uruguai

Os muitos encantos de Colonia del Sacramento

Por Camilla Ribeiro    Postado em 12.03.2017

Colonia del Sacramento foi a primeira parada na nossa Rota Romântica pelo Rio da Prata (contei sobre a estrutura do nosso roteiro aqui). A cidade, que esbanja charme em cada cantinho, é histórica e muito bem preservada – tanto que é patrimônio mundial da UNESCO. Foi amor à primeira vista!

plaza-mayor-colonia-del-sacramento.JPG

O farol de Colonia, visto da Plaza Mayor (Foto: Viagem no Detalhe)

Colonia tem uma história intimamente ligada à Espanha e Portugal. A cidade foi fundada em janeiro de 1680 pelo português Manoel Lobo, mas em agosto desse mesmo ano, foi tomada pelos espanhóis. Até 1778, foram 7 trocas de poder entre portugueses e espanhóis, que se revezavam no comando da cidade, até que, nesse ano, enfim, ela passou definitivamente ao domínio espanhol. Em 1817, os portugueses contra-atacaram e tomaram novamente posse de Colonia e a cidade só encontrou sua independência – junto com a do Uruguai –, em 1825!

colonia-del-sacramento-carro-antigo

Em cada canto, um encanto! (Foto: Viagem no Detalhe)

A influência desses dois países ainda é visível na arquitetura da cidade, repleta de azulejos portugueses e construções espanholas. Quando estava explorando Colonia, senti um clima europeu misturado com o jeito latino americano que imprimiam um charme único e todo especial à cidade.

casas-coloridas-colonia-del-sacramento

Arquitetura fofa de Colonia del Sacramento (Foto: Viagem no Detalhe)

O bairro histórico é ponto alto de Colonia del Sacramento, cheio de ruínas e construções históricas que são um deleite para os fotógrafos de plantão. Juro, é cada cantinho mais lindo que o outro e não dá vontade de parar de fotografar o lugar! E como foi difícil selecionar as fotos para esse post! Rs

Como chegar?

É possível chegar a Colonia del Sacramento, a partir de Montevideo ou de Buenos Aires, já que apesar de ficar no Uruguai, a cidade é bem próxima da capital argentina (aproximadamente 55 km de distância).

Partindo de Montevideo, você pode alugar um carro e rapidamente chegar a Colonia. A distância entre as cidades é de 177 km, portanto, não é uma viagem longa.

Também é possível fazer o deslocamento de ônibus – como eu fiz e super recomendo! As companhias COT, Chadre e Turil realizam o trajeto. Eu fui de COT e fiquei muito satisfeita com a qualidade do serviço: os ônibus são super pontuais, confortáveis (todos que eu peguei tinham Wi-Fi) e os motoristas são super prestativos (impossível perder seu ponto!).

A passagem da COT, de Montevideo para Colonia del Sacramento, custou $ 350 pesos Uruguaios e você pode comprar antecipadamente aqui.

A partir de Buenos Aires, é possível chegar a Colonia de barco, num rápido trajeto pelo Rio da Prata. A Buquebus é a empresa mais tradicional a realizar o percurso, que varia de 1h a 3h, a depender da embarcação escolhida.

As empresas Seacat e Colonia Express também realizam o trajeto de barco de Buenos Aires até Colonia e podem ser outras opções de deslocamento.

Quanto tempo ficar?

A cidade é pequenininha e, teoricamente, em um dia dá pra conhecer todos os pontos de interesse. Maaaas, não recomendo um bate-volta para lá, pois acho que vale muito a pena dormir em Colonia e sentir seu clima (ainda mais romântico!) à noite. Além disso, dá pra curtir tudo com mais tranquilidade, do jeitinho que o lugar pede e merece, convenhamos.

colonia-noite-plaza

A cidade iluminada, depois que o sol se põe (Foto: Viagem no Detalhe)

Onde ficar?

A hospedagem mais tradicional e recomendada da cidade é, sem dúvidas, o Charco Hotel. Como almoçamos lá, aproveitei para dar uma espiada nas instalações e me pareceu uma excelente opção. Você pode reservá-lo aqui.

charco-hotel

A fachada do Charco Hotel (Foto: Viagem no Detalhe)

Nós optamos pela Posada La Juanita, um casarão histórico, mais intimista, no coração do bairro histórico, que mistura o estilo colonial e vintage na sua decoração.

posada-la-juanita-entrada

Fachada da Posada La Juanita (Foto: Viagem no Detalhe)

Quando chegamos à pousada, fomos recepcionados com um jazzinho tocando e muita simpatia dos funcionários, que inclusive se prontificaram para preparar nosso café da manhã mais cedo no dia seguinte (antes do horário que é servido), para que não saíssemos de barriga vazia da pousada, já que iríamos viajar bem cedo para Carmelo.

O quarto, apesar de pequeno, era bem fofo e tinha uma sacadinha charmosa com vista para o Rio da Prata. Contudo, apesar de todos esses lados positivos, tenho que contar que para vocês que o banheiro da pousada era bem ruim. Além da cortina de plástico e do espaço diminuto, o chuveiro não funcionava direito, saindo apenas um filete de água, hiper quente.

quarto-pousada-la-juanita

Nosso quarto na Posada la Juanita (Foto: Viagem no Detalhe)

Vocês vão me perguntar “mas, Camilla, por que você não reclamou ou tentou mudar de quarto?”. A resposta é simples: eu só ia passar um dia na cidade e estava tão relaxada e encantada com o clima de Colonia que simplesmente não quis me aborrecer. Geralmente, eu não sou nem um pouco assim, mas lá resolvi abstrair.

Então, feitas essas considerações, deixo a critério de vocês a escolha ou não dessa pousada. Afinal, pode ter sido só falta de sorte minha. Caso ache que vale a pena, você pode reservá-la por aqui.

Mais um opção de hospedagem super recomendada é a Posadita de la Plaza, comandada pelo artista brasileiro Eduardo Alvares Boszko. Com uma estética pop super bacana, a pousada me parece ser excelente! Eu tentei reservá-la, mas já estava esgotada na época em que vi (e olha que foi com bastante antecedência!), então, fica a dica para vocês. Para reservar, basta clicar aqui.

Posadita-de-la-plaza

Posadita de la Plaza (Foto: Booking.com)

O que fazer?

O centro histórico de Colonia del Sacramento é pequeno e você pode visitar todos os pontos de interesse à pé, o que é ótimo, né?

Essa caminhada acaba sendo bem intuitiva e você, naturalmente, já vai avistando as atrações da cidade nela. Mas, quais são essas atrações?

Portão da Cidadela: Portão com uma ponte de madeira (que você ainda pode atravessar) que abriga as antigas muralhas, que serviam para proteger a cidade.

portao-da-cidadela-colonia-del-sacramento

Atravessando o portão da cidadela (Foto: Viagem no Detalhe)

El faro: Além de aberto para a visitação, o farol da cidade funciona até hoje, para avisar aos marinheiros a localização de Colonia. É possível visitar o local diariamente, das 11:30h às 19:30h. A entrada custa $25 pesos uruguaios (valor de fevereiro de 2017).

farol-colonia-del-sacramento

Farol de Colonia de Sacramento e as Ruínas do Antigo Convento (Foto: Viagem no Detalhe)

Do topo do farol – que possui 37m e 110 degraus de subida – se tem uma vista de tirar o fôlego de Colonia del Sacramento, que compensa demais a subida!

vista-panoramica-colonia-del-sacramento

Vista do topo do Farol (Foto: Viagem no Detalhe)

Ruínas do Antigo Convento: Bem ao lado do farol, encontram-se essas ruínas que, além de históricas, são um ótimo local para fotos.

ruinas-convento-colonia-del-sacramento

Ruínas do Antigo Convento e Farol de Colonia (Foto: Viagem no Detalhe)

Calle de los suspiros: É a rua mais famosa da cidade, muito em razão das especulações em torno do seu nome.

calle-de-los-suspiros

Calle de Los Suspiros: a rua mais famosa de Colonia (Foto: Viagem no Detalhe)

três teorias principais em torno do nome dessa rua. A primeira diz que as moças, antigamente, ali, ficavam aguardando os militares passarem e suspiravam por eles. A segunda atribui o nome da calle ao barulho do vento, entrando nas casas e a última – e mais triste – diz que ali passavam os escravos, arrastando suas correntes e suspirando pela rua.

À noite, questionei aos locais, no restaurante em que jantei, sobre qual seria a razão do nome da rua, e eles me deram uma versão bem menos romantizada: disseram que aquela calle, no passado, era repleta de prostíbulos e que os “suspiros” eram, na verdade, uma grande metáfora!

cadeados-calle-de-los-suspiros (2)

Tradição dos cadeados também ganhando força na Calle de Los Suspiros (Foto: Viagem no Detalhe)

Patio de los suspiros: Na Calle de los Suspiros, há uma simpática galeria de arte, com algumas obras de artista local. Vale a pena dar uma entrada no lugar, para espiar as obras e também para encontrar esse agradável pátio, que é um verdadeiro oásis nos dias de verão.

patio-de-los-suspiros

Patio de los Suspiros: um refúgio verde dentro da cidade (Foto: Viagem no Detalhe)

Assistir ao pôr do sol: Posso dizer, sem nenhum exagero, que assistir ao pôr do sol, em Colonia del Sacramento, é um verdadeiro espetáculo, que pode ser classificado como ponto turístico da cidade. Aliás, os pores do sol que assisti no Uruguai foram, de modo geral, todos de tirar o fôlego.

Não sei se são as cores, a luz da cidade, mas o fato é que tem alguma coisa mística no entardecer. Então, não deixe de escolher um lugar especial – quem sabe acompanhado de um bom vinho? – para assistir a esse fenômeno incrível.

Pôr do Sol em Colonia del Sacramento

Pôr do Sol em Colonia del Sacramento (Foto: Viagem no Detalhe)

VIAGEM NO DETALHE®: Assista o pôr do sol na Queriéndote (Paseo de San Gabriel, 70000), uma casa de chás super simpática, com a melhor vista para assistir esse espetáculo! Escolha uma mesa na parte externa do andar de cima e aproveite! 😉

por-do-sol-queriendote.JPG

Pôr do Sol de Colonia, visto da Queriéndote (Foto: Viagem no Detalhe)

Onde comer?

Essa parte chega a ser difícil de falar! A gastronomia realmente é um ponto alto da cidade que, apesar de pequena, é repleta de restaurantes legais.

Bistrô do Charco: Esse restaurante, que fica dentro do Charco Hotel (e é também aberto a não hóspedes), foi onde escolhi para almoçar, no dia em que passei em Colonia – e não me arrependi!

DSC06042

Milanesa e Costelas de cordeiro, nossas  deliciosas escolhas no Bistrô do Charco (Foto: Viagem no Detalhe)

O lugar é focado na culinária tradicional uruguaia e conta com áreas interna e externa. Aconselho escolher uma mesa nessa última, para curtir a vista do Rio da Prata. Se o tempo estiver quente, peça um tannat rosé e relaxe!

vinho-rio-da-prata

Tannat Rosé com vista do Rio da Prata, no Bistrô do Charco (Foto: Viagem no Detalhe)

Além do bistrô, há também um bar no hotel, com um ambiente super agradável, que também pode ser uma excelente opção para assistir ao pôr do sol e tomar um drink.

charco-hotel-area-hotel

Bar do Charco: ótima opção para curtir o pôr do sol (Foto: Viagem no Detalhe)

El Cali: A tradicional sorveteria local, que você encontra em vários pontos de Colonia del Sacramento. Vale a pena fazer um pit stop no local, a tarde, e provar o de menta com chocolate…hummm!

el-cali-sorveteria-colonia-del-sacramento

El Cali: o delicioso sorvete local (Foto: Viagem no Detalhe)

Queriéndote: Casa de chás super simpática, que agrada tanto no frio, quanto no verão – já que possui diversas opções de águas saborizadas, chás gelados, cerveja etc. – e que conta com uma das melhores vistas de Colonia del Sacramento. Esse lugar é um verdadeiro achado!

queriendote-colonia-del-sacramento

Com um décor romântico, a Queriéndote é um verdadeiro achado! (Foto: Viagem no Detalhe)

Buen Suspiro: Esse talvez seja o restaurante mais famosinho de Colonia, justamente pela localização privilegiada, em plena Calle de los Suspiros (no número 92). E, justamente por isso, eu confesso que estava um pouco apreensiva de escolher jantar lá, na minha única noite na cidade. Aquele medo de ser muito turistão, sabe?

buen-suspiro

A entrada discreta do Buen Suspiro esconde um local de puro charme (Foto: Viagem no Detalhe)

Pois bem, fui conferir e descobri que meu medo não podia ser mais infundado. O lugar que a entrada rústica da foto acima esconde é um charme e conta com um serviço de primeira. Com um estilo de taverna antiga, o Buen Suspiro oferece diversas opções de tábuas – de queijos e frios locais – e de vinhos e é o local perfeito para curtir uma noite romântica em Colonia, em grande estilo.

el-buen-suspiro-colonia

Deliciosos queijos e vinho locais no Buen Suspiro (Foto: Viagem no Detalhe)

Uma dica valiosa é escolher uma mesa no pátio externo do restaurante, que é o ambiente mais acolhedor. Ah, e não deixe de provar o queijo colonia, uma delicia!

E aí, já deu vontade de conhecer Colonia del Sacramento?

Beijos,

Camilla

Quando você reserva um hotel pelos links aqui do blog, eu ganho uma pequena comissão, que me ajuda a manter esse site sempre atualizado, mas que não afeta em nada o valor da sua reserva. Se você está curtindo as dicas, contribua 😉

Compartilhe!
Deixe seu Comentário
 
8 Comentários
  1. […] próximo post, começo a contar sobre Colonia del Sacramento e seus (muitos!) […]

  2. Fernanda
    13.03.2017

    Uma delicia esse lugar. Fui em junho do ano passado aproveitei um dia friozinho com aquele sol de inverno! MARAVILHOSO! Complementando as dicas de hospedagem, fiquei no Don Antonio Posada. Pousada super fofa, do lado do centrinhos e com um ótimo café da manhã. Não vejo a hora de voltar pra Colônia, quem sabe agora no verão. 🙂

    • viagemnodetalhe
      13.03.2017

      Que delícia, Fernanda! Adorei a dica da Don Antonio Posada, essa eu ainda não conhecia. Vale a pena visitar Colonia no verão, você vai adorar! Eu já estou louca para voltar, mas, dessa vez, no inverno 😉

  3. Veronica
    14.03.2017

    Muito obrigada pelas dicas. Vou para lá dia 30 agora. Percebi que vc está usando roupas leves nas fotos. Mas será que abril já vai ter aquele ventinho de outono?

    • viagemnodetalhe
      14.03.2017

      Que bom que gostou das dicas, Veronica! Agora, em fevereiro, estava muuuito quente por lá, tanto de dia quanto a noite. Mas abril costuma já ser um mês bem mais fresquinho por lá, então é bom levar um casaquinho na mala 😉
      Beijos,
      Camilla

      • Veronica
        15.03.2017

        Muito obrigada!

  4. […] direto de Montevideo para lá, mas sim de Colonia del Sacramento (minhas dicas de Colonia estão aqui), onde passei um dia, antes de seguir para Carmelo. Se você quiser seguir o mesmo roteiro que eu […]

  5. […] Rota Romântica pelo Rio da Prata teve maior enfoque nas cidades de Colonia del Sacramento e Carmelo, mas conseguimos curtir um diazinho na capital uruguaia. Apesar do pouco tempo, deu pra […]

Lugares que já visitei
Instagram: @viagemnodetalhe